terça-feira, 24 de novembro de 2015

Nós e o Sarau dos Mesquiteiros

A Experiência  Professora Patrícia

Nós , professores , temos um dever 
E não é só conteúdo não !
Numa pequena sala é fazer o aluno ver que 
o que está ao seu redor 
É muito mais que Padre Antão 

Quando os levamos ao sarau , 
no caminho reclamam  perguntando :
Que horas acabará ? 

Respondo: vá e verá!
                                                                                                                                                                  
Chegando, começam a perceber
 que a poesia 
é o que vimos na sala . 

Fala deles , 
fala de nós , 
 e séculos ultrapassa .

                                                  Professora lê a poesia "A Experiência"  que fez ali mesmo. 

                             Nós e o Sarau dos Mesquiteiros 

     Nesta terça-feira (17/11/2015) alunos ,do primeiro ano da manhã,foram levados para o Centro Cultural da Penha para assistir as apresentações do Sarau dos Mesquiteiros
   Sarau é um evento em que  um grupo de pessoas se encontra para ler poesias , trechos de livros , cantar . Um encontro para se expressar através da arte . Algo que é realmente interessante em um Sarau é que apesar de estar presente um grupo já preparado para apresentar-se , a platéia também pode se expressar . O Sarau é um movimento cultural de inclusão de todos . 
    
    Os Mesquiteiros são um grupo que nasceu de pequenos Saraus na escola pública Jornalista Francisco Mesquita , e com a ajuda de Rodrigo Ciríaco , tornou-se um grupo que apresenta Saraus nas periferias . 

    Foi uma experiência nova para os alunos , pois poucos tinham estado em um Sarau antes . Talvez , por ser algo novo , não houve tantos alunos que subiram até o palco e se apresentaram , mas os poucos que tiveram essa coragem, encantaram o público . Humor , Paixão , Medo , Reflexão ; cada poesia e cada canção provocava emoções naqueles que ouviam e naqueles que se  apresentavam . 

                                                          Alunos assistindo ao Sarau dos Mesquiteiros 

     Falamos sobre racismo , desigualdade , e muitos dos problemas da periferia e do ser humano . Tudo transformado em poesia, canção , e apresentado de forma brilhante . 
  Fotos de alunos e professores que se apresentaram no Sarau : 
                                       
Renilson  cantando Charlie Brown Jr.   



As professoras lendo um texto no livro Te Pego lá Fora , de Rodrigo Ciríaco 



Sophia lendo uma poesia de autoria própria 


Professor Jean leu uma poesia e também a letra de "Nego Drama" 


 Infelizmente , não conseguimos fotos de todos que se apresentaram , mas aqui vão os agradecimentos:
 Carol , Camila , e ao Rafael , que arrancou risadas de todos nós com seu poema do "Cume" . 

O Sarau dos Mesquiteiros se apresentará novamente no dia 12 de dezembro , no Centro Cultural da Penha a partir das 14 horas . 
 Para atrair mais pessoas ao palco , Rodrigo Ciríaco ofereceu a quem se apesentasse, um livro chamado "Pode Pá que é Nóis que Tá " , uma antologia  de poesia e prosa e concurso literário. Alguns textos são de  integrantes dos Mesquiteiros .   Ainda falando sobre este livro ,a professora Valderina leu a  poesia:  Monstro derrotado, de Suyane Santana. A autora é  do grupo dos Mesquiteiros e  ficou emocionada e surpresa , autografou o livro que a professora ganhou .




  Rodrigo Ciríaco era professor da rede pública , mas agora se dedica aos Saraus e a escrita . "Vendo Pó...Esia" e "Te Pego lá Fora " são obras dele . Ganhei um exemplar de "Te Pego lá Fora" e simplesmente amei o livro, o autor retrata muito bem os dois lados de uma escola pública : Alunos e Professores. Indico o livro para quem quer uma leitura divertida e reflexiva .


O livro é resultado de um trabalho de incentivo a leitura, produção escrita e difusão literária: o projeto "Literatura (é) possível". Este livro vem da aposta e prática de que os jovens e adolescentes gostam de ler (sim), gostam de escrever (sim), e tem muitas (e boas) ideias para trocar.


O livro: Pode pá que é nóis que tá  é resultado de um trabalho de incentivo a leitura, produção escrita e difusão literária do projeto "Literatura (é) possível". Este livro vem da aposta e prática de que os jovens e adolescentes gostam de ler SIM, gostam de escrever SIM e tem muitas e boas ideias para trocar.




Os dois livros já estão disponíveis em nossa biblioteca e também na biblioteca José Paulo Paes.

Boas leituras!

Postagem realizada pela aluna  Beatriz Saab





quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O uso responsável da energia elétrica e da água, na comunidade escolar.




O projeto tem por objetivo, conscientizar os jovens acerca da importância de economizar energia elétrica e consequentemente economizar água, visto que a energia elétrica que utilizamos é proveniente de usinas hidrelétricas.

Apostando em nossos jovens, este projeto acredita que é possível reduzir gastos desnecessários, pois para produzir energia são necessários trabalho, dinheiro, tempo e materiais. Além disso, toda a produção de energia elétrica tem um impacto ambiental sobre este planeta e desperdiçar tudo isso não é uma atitude inteligente. Durante o projeto alguns alunos foram selecionados para colocar todas as metas em ação, entretanto a participação de todos é essencial.

O projeto entende que nossa escola é uma comunidade; acredita que a energia elétrica e a água que abastecem nossa escola é de todo mundo, portanto, usar energia elétrica e água de um jeito responsável tem a ver com todos nós, porque todos nós somos responsáveis por aquilo que acontece nesse comunidade, que é a nossa escola.  
Professora Ana Paula e professor Tiago Germano - Ensino Fundamental





Acervo disponível para pesquisa.
As atividades que estão sendo realizadas, pelos alunos envolvidos no projeto, logo serão divulgadas aqui. Há produção de vídeos, intervenções e palestras. 
Alunos participantes do projeto: Ana Júlia, Nathália Cordeiro, Lucas  Alves,Maria Gabrielle, Thauany Cristiny, Dener Kaique, Giovana Reis.