quinta-feira, 15 de maio de 2014

Futebol e mais nada.

Quem disse que futebol e poesia não dialogam?

E o bailado esportivo, quem  consegue ver?


Falta pouco para o início da Copa . Os álbuns de figurinhas  do evento ainda estão incompletos. Muitas informações sobre copas passadas estão nas redes sociais. Notícias sobre as obras que se encontram em andamento não param de passar nos noticiários da TV. Em manchetes, os jornais anunciam: Não vai ter copa. Vai ter copa sim. Dá até para sentir no ar a torcida para que  a execução dos projetos não deem certo. A imagem de um país que fracassa em um evento como este, será a imagem do país e seu povo. É o país que ficará marcado pela incapacidade em organizar eventos internacionais. Os investimentos já foram feitos, não há volta. Então  TEREMOS COPA SIM. E enquanto esperamos por ela, que tal um pouco de poesia e informação? Sim, FUTEBOL E POESIA !

O LOCUTOR ESPORTIVO  

A voz que narra vibrante                                       
um jogo da seleção
inventa tanta palavra
inventa tanta emoção
que há sempre um gol quase feito,
uma jogada de efeito,
um toque de maestria,
um drible que não existia,
um coelho na cartola,
um perna de pau bom de bola,
um novo craque surgindo,
a bola que passa tinindo...

É tanto apropelo,
é tanto berro,
que haja coração,
de aço ou de ferro!

A voz do locutor
quase deixa o ouvinte louco.
Pra ele, tudo é sempre...
...por pouco!
Muito pouco, pouco , pouco!

O bailado esportivo. Guedes, Hardy. Editora Prumo, 2009.

A METÁFORA DO HOMEM

Que fazem os jogadores
quando entram em campo?
Jogam.
Que fazem os torcedores
quando assistem a um jogo?
Torcem.
E enquanto jogam e torcem,
sofrem.
Deve ser bom torcer assim.
Por algo do qual não se conhece o final.
O previsível que não se prevê.
O gol que não acontece.
O choro de um, desconsolo de outro.
Futebol deveria ser, por isso, eleito
a metáfora do homem.
Nenhum sofrimento se iguala,
nenhuma alegria o supera.
Somente a vida.

Em: Futebol e mais nada - um toque de poemas- 

Nenhum comentário:

Postar um comentário