terça-feira, 9 de setembro de 2014

Jovens escritores, Jovens leitores. 23ª Bienal do Livro - Parte II

Alunas e aluno voluntários da biblio, partiram rumo à Bienal do Livro. A vontade de encontrar um livro desejado, por um preço convidativo,participar de um bate papo com novos escritores, conseguir um autógrafo, uma foto, era o assunto desta turma durante o percurso até a chegada. E não demorou muito para perceberem, que apesar de ser uma sexta - feira, o espaço estava lotado. Crianças e jovens disputavam estandes destinadas às editoras voltadas para este público. A editora Intrínseca,por exemplo, tinha fila quilométrica , pois ali, o autor de "Eu me chamo Antônio", Pedro Gabriel,  estaria autografando seu livro. Decididamente, a Bienal do Livro tem se voltado para um público jovem. E nota-se bem isto, quando percorrermos o nosso olhar para as publicações e  lançamentos.São inúmeras obras destinadas a este público.E outra coisa que também percebi, foi que há muitos escritores brasileiros bem jovens, fazendo literatura fantástica nacional. Dragões,elfos, gnomos, bruxas, vampiros, magos, foram destaques nesta Bienal. Eu gostei do que vi. E vocês?

 O Reino das Vozes que não se calam, CAROLINA MUNHOZ.

Arlete recebe caloroso abraço do autor de DRAGÕES DE ÉTER.

Paulo descobriu autora brasileira  que escreve narrativas celtas.

Ana Beatriz era só felicidade.

Isadora Faber Autografando seu "DIÁRIO DE CLASSE".

Nathália e Gabrielle com o Autor de : "EU ME CHAMO ANTÔNIO"

Val e o querido Marciano Vasquez, na estande da Editora CUORE.

Era só Tietagem!

A Professora Júlia também foi conferir o livro novo de Marciano Vasquez.

A professora Val esperando o autógrafo, de Luiz Ruffato.

Depois de um bate papo, mais fotos com Raphael Draccon,

Depois do bate papo com Isadora Faber, uma pausa para a foto.





2 comentários:

  1. Muito bom! Meninas e menino Paulo estão de parabéns, leitores loucos por livros, tenho certeza que serão adultos maravilhosos e profissionais preparados independente da escolha profissional, pois a leitura nos abre portas, nos mostra caminhos, informação é a melhor arma para a ignorância, nos dois sentidos da palavra . Só orgulho de ter feito parte da formação de quase todo este grupo seleto. Parabéns pela iniciativa de todos e à Val e a Arlete que estão sempre presentes e prontas para ajudar e propagar a cultura. Não tive tempo de ir, quem sabe na próxima? ! Beijos a todos. Viviane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viviane, estar com essa turma na Bienal foi maravilhoso! E saber que temos alunos tão comprometidos com o saber e a cultura, não tem coisa melhor. É o que nos faz ir em frente, acreditar no que estamos fazendo, acreditar nestes jovens tão especiais. Nós somos presenteados a cada dia. E os colegas ainda podem contar com eles como voluntários da biblio.

      Excluir