quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Biblioteca escolar quase virando sala de professor.

Sim. Foi um ano de muitas leituras.


Sempre terminamos o ano fazendo um levantamento dos livros, gibis e mangás lidos pelos alunos , durante o ano letivo. Este ano faremos diferente: queremos falar sobre os professores e suas leituras. A cada ano, a biblioteca passa a ser frequentada por mais professores. Seja entre um intervalo e outro, seja na hora do café, seja em uma aula vaga, seja antes ou depois de entrar em sala. Os nossos colegas professores sempre são recebidos com muita alegria por nós. Além disso, por meio de mensagens, nos pedem  uma  indicação de  leitura para filhos, sobrinhos, netos. Porém, cada vez mais, eles procuram a biblioteca escolar para escolherem as suas leituras. Não é raro um bate papo gostoso sobre uma obra lida. Foi por meio da professora Terezinha, que conheci a obra: Borra de Café, do escritor uruguaio, Mario Benedetti. E quando  os Saraus foram realizados, nas ATPCs, o diálogo sobre livros e autores foi muito positivo e prazeroso.
Se ainda há resistência em relação à leitura literária, por outro lado, há  professores desejando que espaços de leitura possam ocorrer com mais frequência  dentro do espaço escolar.  Uma escola deve ser viva, e nela deve haver crescimento, criatividade, consciência crítica. Um professor leitor  só contribui para a aprendizagem de seus alunos e para a sociedade que desejamos.

Nem O Grande Irmão com seus olhos que tudo  vê, de 1984, nem o fogo na temperatura Fahrenheit 451º, de Bradbury,  nem mesmo a chuva que veio com a última tempestade,  pode levar sonhos e conquistas. Para quem sentiu o cheiro do conhecimento no ar, eu digo: quando plantamos a leitura, estamos plantando a vida, a esperança, estamos incentivando o diálogo criativo. Estamos colocando frente a frente, as divergências de ideias. Isso é vida pulsante.

A Mania de Matemática do Jean
A Alice no País do Quantum do Ary
A Química na Cabeça do Jorge
A Música dos Números da Francinete
A África  na Sala de Aula  do Lucas
Histórias Africanas da Lorraine
Cineastas Indígenas da Mônica;
Clarice na Cabeceira da Tereza
O Símbolo Perdido da Vânia
O Quixote da Patrícia
Vidas Secas do Adilson
As Crônicas da Luciana
A Cidade Ilhada da Paula Cristina
Manual dos Jovens Estressados da Fernanda
Recado aos nossos Ancestrais da Bárbara
A Filosofia na Sala de Aula da Denise
Os Botões de Napoleão da Maria Helena
Nos Labirintos do Eco de Isac
Raizes do Brasil da Jayana
O People Portfólio da Terezinha
Leitura , Escrita e Surdez da Roberta.
Da Cultura do Corpo do Thiago
A Metodologia Ciêntifica da Jamile
Moça com Brinco de Pérola da Roseli Lorenzato
Luzes da Cidade do seu Gilberto
Memórias de um suicida, da Luzia
O Gato malhado e a Andorinha Sinhá, da Júlia...
E tantos outros e outros tantos... 

Que venha 2016! Boas festas e boas leituras.

8 comentários:

  1. Ter uma escola que propicie aos alunos vivenciar as leituras com uma biblioteca "viva" é magnífico! Gostaria demais de ter estudado em uma escola assim ou trabalhar em uma escola assim é realmente fantástico! Que vcs continuem assim e que sirvam de inspiração para que outras escolas façam o mesmo! Precisamos de mais educação de qualidade e atitudes assim só mostra que podemos sim oferecer algo concreto!

    ResponderExcluir
  2. Valzita e sua trupe literária sao desses sopros de esperança no colégio estadual. Enxergando os colegas além das primeiras impressões, indicando obras e incentivando sonhos. Por mais salas de leitura dinâmicas e criativas como essa! Avante companheira! Francine

    ResponderExcluir
  3. Valzita e sua trupe literária sao desses sopros de esperança no colégio estadual. Enxergando os colegas além das primeiras impressões, indicando obras e incentivando sonhos. Por mais salas de leitura dinâmicas e criativas como essa! Avante companheira! Francine

    ResponderExcluir
  4. Professora Valderina, amiga Val... não tem avaliação que de conta de um trabalho como esse! É uma delícia acompanhar o blog, as fotos dos encontros, o entusiasmo dos alunos... São profissionais como você e projetos que como essa sala de leitura viva e dinâmica que, de forma inquestionável, mantém o projeto da escola pública de qualidade para todos os cidadãos. Parabéns, Val! Qualquer dia desses, preciso visitar essa biblioteca maravilhosa!

    ResponderExcluir
  5. INCONDICIONALMENTE.


    É por te amar de mais que vivo.
    Pelo desejo de te fazer feliz que continuo
    Este desejo mes faz continuar diante do medo da negra sombria solidão
    Sendo assim então só me resta a paciencia
    Esperar o retornar do calor de teu esquecido coração
    Inspiração.


    F.S.ROCHA

    ResponderExcluir
  6. Valderina.
    Brilhante idéia, maravilhoso blog .
    estou gostando muito.

    Fabio

    ResponderExcluir
  7. Achei ótimo poder encontrar um espaço tão democrático e acolhedor como na nossa biblioteca, era um oásis de saber e paz (como foi durante todo meu 1º grau).

    ResponderExcluir
  8. coloquem foto das listas das salas dos alunos no site da escola porfavor.

    ResponderExcluir