quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

"Sangue , sangue . Muito sangue . "

           Começo esta postagem com a frase dita pela escritora Martha Argel (Relações de Sangue , O vampiro antes de Drácula ) na palestra sobra a história do vampiro na literatura . 
    
          A palestra ocorreu no dia 26/11 no CCP , por causa do número limitado de público , apenas alunos leitores da nossa biblioteca foram convidados . 
             
           Martha Argel , a palestrante , começou com uma pergunta para nós : 
"Que tipo de vampiro vocês gostam ? " 
  
              As respostas foram variadas ; uns gostavam do vampiro romantizado , como Edward Cullen da saga Crepúsculo , outros do vampiro clássico como o Drácula de Bram Stoker , e também havia aqueles que gostavam dos vampiros modernos presentes em Diários de um Vampiro
             
               E logo outra pergunta surgiu para o grupo : " Qual tipo de vampiro era melhor ? " 
           
           Ah , coitado do Edward Cullen , uma parte do furioso público o condenou à levar estacas em seu coração . Daí , Martha tomou essa brecha para começar sua palestra , com a proposta de nos mostrar que Edward e Drácula  dividem a mesma linhagem vampirística . Quer saber por quê ? Então vamos começar . 


            O início da história dos vampiros começa a muitos séculos , em pequenos vilarejos na Europa . O vampiro era uma criatura sanguinária , seu mito consistia de que ,após a morte de uma pessoa , a mesma retornava e matava um por um  de todos os seus familiares . 
              Médicos e cientistas visitaram esses vilarejos e investigaram essa lenda de vampiros que as pessoas tanto temiam. Chegaram à conclusão de que tudo não passava de crenças e falta de conhecimento científico . O tal vampiro não voltava da morte ,e seus familiares morriam porque era provável que alguma doença que o falecido tinha acabava  passando aos familiares, como uma epidemia . 
              Registros sobre essas pesquisas acabaram indo parar nas mãos de terceiros , e os vampiros acabaram virando um assunto comentado entre os bailes nobres europeus . 

               A primeira aparição de vampiros na literatura foi por volta do século XVII , em que poemas alemães contavam histórias de noivas que morriam na véspera do casamento, e acabavam voltando da morte para buscar seus futuros maridos . Apesar de não ser mencionado que essas noivas eram vampiras , há muita inspiração nos registros das pesquisas feitas nos vilarejos . 
                Já o primeiro intitulado como vampiro foi o personagem  Lord Ruthven do conto O Vampiro escrito por John William Pollidori . No momento de sua publicação , foi um sucesso , pois foi a primeira obra que transformou os vampiros - criaturas bestiais de vilarejos - no vampiro que conhecemos hoje : aristocrata , misterioso e sedutor . 
                        Mas logo , a fama de O Vampiro  desapareceu , e o autor faleceu . Só que , um francês escreveu uma obra que era um romance com o Lord Ruthven (uma espécie de fanfiction) e os olhos europeus voltaram-se novamente para o vampiro nobre . 
                       Mais tarde , foi publicada a obra mais famosa sobre vampiros : Drácula , de Bram Stoker . E daí surgiram milhares de livros , peças de teatro , filmes , HQ's , jogos ; tudo isso dentro do universo dos vampiros . 
                    
                            E sobre o pobre Edward Cullen ? Bem , vamos checar o que sabemos sobre vampiros : Se alimentam de sangue , são imortais , pertencem à famílias ricas , são sedutores e muito misteriosos . E sim , Edward se encaixa nesses padrões . 
                     
                         
       A palestra teve finalidade de contar sobre a origem e influência dos vampiros na cultura , e mostrar que , independente do tipo de vampiro , todos rendem boas histórias que nos fazem temer , rir ou nos apaixonar . 
           E a seguir , algumas fotos tiradas na palestras : 
Os alunos leitores no CCP

Livros trazidos pela Martha Argel 

O público fica encantado com a apresentação de Martha 

A escritora dá alguns autógrafos 

Livros de literatura vampirística da biblioteca José Paulo Paes , no CCP

Alunas ficam interessadas nos livros 

        
             E para vocês , um bom final de ano lotado de leituras e ... Sangue , muito sangue ! 
                

2 comentários:

  1. Beatriz, seu texto está maravilhoso. Parabéns!
    Você tem muito talento para a escrita. Gosto de tudo que escreve.
    E que memória memorável.
    Ano que vem , faço questão de inscrevê-la no : Pode pá, que é nóis que tá. Além de outros concursos literários. Invista em seu talento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dona Val ! Perdão por ter respondido tão tarde , já fazia um tempo que não entrava no blog (me perdoe por isso também ) .
      Já estou com saudades de todo mundo da escola e da biblioteca ! Poderia fazer uma visitinha qualquer dia desses ?
      Beijos !

      Excluir