quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Arte por toda parte.




A arte é tudo ou a arte não é nada? Onde está a arte? Como reagimos diante dela? A arte nos torna mais humanos? Para que serve a arte, afinal? As aulas da professora Mônica são assim: cheias de questionamentos , muitas reflexões, e também de inúmeras linguagens que são um convite aos   alunos  para que assim,  eles possam  pensar, sentir, criar. Seja por meio do grafite, da literatura, da fotografia,da música, dança, teatro , dos gestos, tudo  que seja possível na construção do saber  é levado para as suas aulas, que podem tanto ocorrer em sala , como também no pátio, no bosque da leitura, no auditório, na biblioteca, na  rua, nas galerias e nos espaços culturais da cidade.  A arte pode estar aqui, lá acolá. É preciso ver, olhar, enxergar. A  arte  é tão necessária. Ela possibilita  uma reflexão sensível do mundo e de nós mesmos. É por meio de todas essas linguagens que os seus alunos vão construindo o seu repertório pessoal e desse modo vão materializando as suas experiências e fazendo uso das diferentes linguagens que foram vivenciando ao longo do ano letivo.
Nos trabalhos aqui apresentados, estão as  propostas de produção de Fanzines , alunos dos 2° anos, projeto com fotografias  e construção de máscaras com os alunos dos terceiros anos. 


                          

 Nesta proposta de trabalho, a criação de fanzines é suporte para que  os alunos dos 2º anos  possam  apresentar temas e  propostas do  que pretendem  realizar  na semana cultural.

                            

            

                               




O trabalho com fotografias  é  um processo de criação  que parte  de algumas referências de fotógrafos brasileiros pouco conhecidos dos alunos. Nair Benedito, Iatã Canabrava, Alexandre Orion, Luís Humberto, Milton Montenegro, André Douek, entre outros. Partindo destas referências, eles criaram imagens deles,  usando como base suas próprias poéticas.






    

  Qual imagem te representa? Aqui , os alunos dos 3º anos usaram como referência  trabalhos do fotógrafo Arnold Newman (Nova York) em que ele resgata imagens de políticos, que fez durante a sua  vida, e a partir dessas imagens cria máscaras e as  veste.
Partindo desta proposta, os alunos  foram orientados  a criarem suas máscaras com imagens que os representassem.



Um comentário:

  1. O que me faz seguir e acreditar em um mundo melhor é a capacidade dos meus alunos de contar suas histórias através da Arte !!!!!!

    ResponderExcluir